quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Primeiras equipes chegam ao Pólo Sul

First teams to reach the Sout Pole. (Translate this article).


 
Começam a chegar ao Pólo Sul as primeiras equipes, após longas e árduas travessias. A Kaspersky Commonwealth Team alcançou o marco ontem, após 880km realizados em 39 dias.

O objetivo da equipe de 7 mulheres com esta expedição foi o de comemorar os 60 anos da Commonwealth of Nations, celebrar as habilidades femininas e servir de modelo a outras meninas em seus países de origem.

De acordo com o Adventure Blog, o time dos dinamarqueses Morten Grundsøe e Jens Erik Nielse também já chegou ao Polo, com uma última "puxada" de 22hs seguidas de trekking.

Ryan Waters e Cecilie Skog já se encontram no último grau próximo ao Pólo e provavelmente passarão o ano novo no extremo sul do planeta, junto com a Shackleton's Unfinished Journey Team que está apenas 20 milhas náuticas (37km) do objetivo, e conta com Katie Walter, de apenas 17 anos, que será a pessoa mais nova a esquiar ao Pólo Sul.

Eric Larsen's Save The Poles Expeditio e Meagan McGrath também continuam a caminhada ao sul.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Video: ski e parapente no Aconcágua

Video: skiing and paragliding in Aconcagua. (Translate this article).



Assista ao vídeo do esquiador francês François Bon descendo de parapente/ski parte do Aconcágua na Argentina, a montanha mais alta das Américas.



quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Remadora de 22 anos pretende atravessar o Atlântico a remo

22-Year old attempts Atlantic crossing in a row boat. (Translate this article).



É a vez de uma menina seguir os passos (ou as remadas) do nosso aclamado navegador e explorador Amyr Klink, em uma travessia a remo pelo Oceano Atlântico. Katie Spotz, de apenas 22 anos, quer se tornar a pessoa mais jovem a realizar a travessia solo de um oceano.

Katie pretende ainda em dezembro de 2009 partir de Dakar no Senegal, África (onde já se encontra hoje), para remar sozinha por mais de 4 mil km em uma pequena embarcação rumo a América do Sul. Em um barco preparado para enfrentar o mau tempo, e com sistema de comunicação que irá garantir que possamos acompanhar a trajetória de Katie em seu website e no twitter, a remadora busca não apenas a conquista do recorde, mas também levantar fundos para o projeto "Blue Planet Run", dedicado a levar água potável a locais ao redor do planeta.

Em 1984, o navegador Amyr Klink realizou a primeira travessia do Atlântico Sul a remo em solitário, viagem relatada posteriormente no seu livro "Cem dias entre céu e mar". Em sua recente palestra no 3o. Salão Náutico do Mercosul, em Porto Alegre, RS, Amyr comentou modestamente que a travessia não desprendeu um esforço descomunal, até por não se considerar um atleta, mas sim um esforço contínuo ao qual foi se adaptando a cada dia de remada. Hoje o navegador, rindo de seu próprio feito, vê a idéia como uma "idiotice", em suas próprias palavras, para o seu caso, na época, o que não repetiria nos dias de hoje. Amyr está partindo esta semana para mais uma expedição a Antártida a bordo do Paratii II, acompanhado de sua  família.

North Face - o Filme

North Face - The Movie. (Translate this article).



Um novo filme sobre montanhismo estréia em 29 de janeiro de 2010 em Nova Iorque, EUA, intitulado "North Face". O filme retrata uma acirrada competição entre um grupo alemão e um austríaco de alpinistas na conquista da temida parede norte do Eiger, um pico de 3.970m nos Alpes Suíços.

O filme, baseado em fatos históricos, se passa em 1936 durante a ascensão da alemanha nazista, antes do início dos jogos olímpicos. Escalar o chamado "paredão da morte" pela primeira vez, se torna não somente o maior desafio das vidas de Toni Kurz (BENNO FÜRMANN) e Andi Hinterstoisser (FLORIAN LUKAS), mas a necessidade de demonstração da suposta superioridade germânica.

De forma bastante realista, de acordo com Alan Arnette do The Outside Blog, o filme do diretor e roteirista Philipp Stölzl retrata a luta pela sobrevicência na parede ainda considerada a mais difícil escalada nos Alpes, em imagens que levam o espectador a uma imersão às condições na montanha.

Assissta o trailer do filme "North Face" e veja mais informações no site oficial.



quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Natação no Everest

Swimming at Everest. (Translate this article).



"Tem louco pra tudo" é uma frase comum de se escutar no mundo da aventura. Mas muitas vezes é por uma bo causa. O nadador britânico Lewis Gordon Pugh, detentor de vários recordes de natação em águas abertas ao redor do mundo, pretende em abril de 2010 nadar a 5300m de altitude nas águas geladas de um lago no Glaciar Khumbu. Onde fica o Glaciar Khumbu? Simplesmente aos pés do Monte Everest.

Será uma tentativa de 1km de natação de extrema dificuldade, devido a altitude, temperatura e menor densidade dá agua, por ser um lago de água doce. Pugh tem por objetivo com seu desafio chamar a atenção dos líderes dos grandes países para a questão do aquecimento global e o impacto no derretimento dos glaciares nos Himalaias, problema que irá afetar em torno de 1.3 bilhões de pessoas na ásia que são abastecidas por suas águas (veja post anterior aqui no blog).

Mas será que Pugh é capaz? Bom, em 2007, o britânico realizou uma travessia também de 1 km por 18min e 50 segundos no Pólo Norte, em águas com temperaturas próximas a zero graus centígrados. O feito do nadador também teve um objetivo ambientalista, chamando a atenção para a redução da espessura das camadas do gelo Ártico e para o risco de extinção do Urso Polar, sua maior preocupação durante o nado.

Este vídeo de 8min39s publicado em seu site mostra o dia da preparação e do desafio enfrentado pelo nadador no Pólo Norte. Dá para imaginar a dificuldade pelas reações de Lewis ao final do vídeo, após a saída da água.



Veja este e outros feitos realizados pelo nadador Lewis Gordon Pugh em seu website, incluindo a travessia completa de um fiorde na Noruega, já exibido pela televisão a cabo brasileira.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Aconcágua! Ski, montanhismo e fotografia!

Aconcagua! Ski, mountaineering and photografy! (Translate this article).


Glen Poulsen esquiando no Vale de Horcones

Steve Romeo, ou "Randosteve" como também é conhecido, relata no blog da TentonAT com detalhes e várias fotos a sua expedição ao Aconcágua. Em seu seu último post, Rando comentou sobre o período de aclimatação para a tentativa ao cume, e a exploraração da região do entorno do Vale Horcones. A equipe aproveitou o tempo de espera, enquanto as temperaturas no cume variavam de -50 a -62 graus centígrados, para esquiar nas proximidades de Plaza de Mulas, último acampamento base da rota normal com infraestrutura completa.

Durante a exploração, a equipe se deparou com o Hotel próximo a Plaza de Mulas fechado para a estação, por questões de licença. Com a possibilidade de visita ao bar cancelada, acabaram se enturmando com os guarda-parques acampados no local, que durante vários mates (tradição argentina e gaúcha) lhes mostraram fotos do que vão enfrentar no Glaciar dos Polacos. De acordo com Steve, "as fotos não eram muito inspiradoras".

Conforme reportado anteriormente neste blog, Steve pretende subir ao cume do Aconcágua com sua equipe e descer esquiando pelo Glaciar dos Polacos, um feito realizado por muito poucos até hoje.


Mark ao norte do Deserto do Atacama

E falando em Aconcágua, o ciclista Mark Beaumont, que está pedalando fazem 200 dias em sua viagem do Alasca ao Ushuaia, saiu do Peru e entrou no Chile, rumo também ao Monte. Mark escalou no início de sua aventura o Monte Mckinley nos EUA e pretende a partir do dia 01 de janeiro de 2010 chegar ao cume da montanha mais alta do mundo fora da Ásia.


Copyright © André Dib. All rights reserved.

E também o fotógrafo e montanhista André Dib, colaborador da revista Aventura&Ação, está em preparativos para no dia 04 de janeiro iniciar sua trilha ao acampamento de Confluência, dando início ao período de aclimatação para a subida ao cume da montanha pela "rota normal".

Terei a oportunidade de me encontrar com André no dia 04 e acompanhar parte de preparação ao cume, até o acampamento base de Plaza de Mulas a 4300m de altitude. Lá pretendemos ainda em parceiria subir ao topo do Cerro Bonette, com 5100m, em reconhecimento fotográfico da região. Quem sabe lá, não temos também a oportunidade de nos encontrarmos com o ciclista Mark Beaumont.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Making off aventuras e expedições (vídeo)

Making off adventures and expeditions (video).(Translate this article).



Antes de tudo, não faz parte da proposta deste blog colocar imagens de aventuras e expedições motorizadas. Mas não é por isto que não vamos deixar de apreciar este vídeo sensacional do trabalho do cinegrafista Maka relatando um pouco dos "perrengues" que enfrenta para captar imagens fantásticas de aventuras nas mais diversas modalidades ao redor do mundo.

O vídeo faz parte da promoção da Nextel "Não Tenho Limites",onde qualquer pessoa pode enviar vídeos, fotos, áudio ou textos contando porque "sua vida não tem limites". Sua história pode virar um comercial da Nextel e um vídeo para internet. Assista o vídeo do Maka.



segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Quanto custa subir o Everest?

The cost of Everest. (Translate this article).



Quer saber quanto custa escalar o Monte Everest? abaixo a tabela de preços divulgada pelo Outside Blog. Os preços incluem vôos locais, oxigênio, suporte total em todos os acampamentos e 1 Sherpa por cliente. De acordo com Alan Arnette, a diferença está basicamente em equipes menores, lideradas por montanhistas ocidentais e com mais sherpas para os preços mais altos, e equipes com menos sherpas e conduzidas por orientais para os preços menores. Veja também o guia completo de Alan Arnette com mais detalhes.

 Empresa 
 País 
 Sul 
 Norte 
 2010 Líder 
Adventure Consultants
NZ
$65,00
N/A
Mike Roberts
Alpine Ascents International
US
$65,000
N/A

Mountain Trip
US
$62,000

Scott Woolums
Mountain Madness
US
$59,000
N/A
Willie Benegas
RMI
US
$74,000
N/A
Dave Hahn
Dream Guides
UK
$60,000
N/A
Kenton Cool
Jagged Globe
UK
$54,000
N/A

High Altitude Dreams
NP
$37,500
N/A
No Western Leader
Himalayan Experience
FR
N/A
N/A
Russell Brice
7 Summits
NL
N/A
$29,332

Intl. Mountain Guides
US
$40,000
N/A
$55K c/ Mike Hamill
$70K p/ guia pessoal
Project Himalaya
NP

$29,950
Jamie McGuinness
Altitude Junkies
UK
$40,000
N/A
Phil Crampton
Peak Freaks
CA
$41,000
$30,000
Tim Rippel
SummitClimb
US
$35,550
$32.250
Dan Mazzur, Arnold Coster
Asian Trekking
NP
$30,300
$21,757


sábado, 12 de dezembro de 2009

Comissão do Nepal chama atenção do mundo na COP15

Commission of Nepal called the world's attention on COP15. (Translate this article).



Um grupo de mais de 300 nepaleses, 100 deles escaladores, protestaram ontem em Copenhagen para trazer a atenção internacional para os efeitos das mudanças climáticas nos Himalaias. “Save! Save! Save! Save the Himalayas” entoaram em coro os nepaleses durante a conferência internacional COP15.

Apa Sherpa, que detém o recorde de 19 escaladas ao cume do Everest, declarou que "não nevou durante Dezembro, Janeiro e Fevereiro, quando deveria nevar fortemente, e finalmente nevou muito em Maio, quando normalmente o clima é seco [nos Himalaias]".

As mudanças apontadas não afetam somente as comunidades mais frágeis da cadeia montanhosa, mas num alcance de 2700km através do Paquistão, Nepal, Butão e China. As águas derretidas dos glaciares dos Hymalaias alimentam os 10 maiores rios da Asia e sustentam quase 1 bilhão de pessoas, incluindo sua agricultura e turismo.

Este ecossistema vital está em grande perigo, conforme as temperaturas aumentam e os glaciares recuam. Há previsões de que os glaciares da parte central e leste dos Himalaias possam desaparecer totalmente até 2035.



Alguns dias antes da comissão de nepaleses partir para a reunião climática da ONU, alguns membros da administração do país vestiram máscaras de oxigênio e através de um helicóptero montaram acampamento na base do Everest, em Kalapathar, há cerca de 5 262 metros acima do nível do mar, também com a intenção de alarmar ao mundo os problemas enfrentados não apenas pelo seu país mas por todo o planeta.

Veja no site Nepal Monitor, na íntegra, a declaração realizada pelos nepaleses durante os momentos de protesto no acampamento base do Sagarmatha, como chamam o Monte Everest, e a declaração do secretário geral da ONU, de 11 de dezembro, em apoio aos nepaleses. O grupo clama para que os países desenvolvidos se comprometam com 1.5% de seus ganhos para ajudar as nações pobres a protegerem o meio-ambiente.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Aconcágua reclama primeira morte da temporada

Aconcagua claims first death of this season. (Translate this article).



O Aconcágua reclama por sua primeira morte da temporada. De acordo com o site de notícias argentino "Los Andes", no dia 07 de dezembro um grupo de montanhistas que se deslocava pelo Glaciar dos Polacos relatou a um dos postos de controle do parque ter encontrado um corpo no local. O chefe da equipe de resgate da polícia de Mendoza, David Spinelli, indica ser de um tailandês naturalizado norteamericano que ingressou no parque há 11 dias atrás com o objetivo de alcançar o cume.

De acordo com Spinelli, o homem teria realizado a ascensão ao cume em solitário, após duas tentativas fracassadas, e ao ser surpreendido por uma forte nevasca, provavelmente errou a rota e fez a descida pelo Glaciar dos Polacos ao invés de retornar pela via normal. A equipe não pode ainda realizar o resgate do corpo devido ao mau tempo e as temperaturas de 27 graus centígrados abaixo de zero, não tendo portanto informações mais precisas sobre a causa da morte.

Até o momento, desde 15 de novembro, já foram realizados 17 resgates no parque por diferentes motivos, inclusive o de um guia experiente de montanha que teria caído de uma das mulas que transportam equipamentos até os acampamentos base. Mesmo assim, o Diretor de Recursos Naturais, Daniel Gómez, indica que o início da temporada é considerado positivo, estando o parque preparado para atender aos visitantes com uma equipe de 80 funcionários entre médicos, patrulheiros e outros, além de em torno de 350 pessoas trabalhando no local através de operadoras privadas.

De acordo com o "Los Andes", já foram vendidos 689 ingressos para a temporada 2009-2010, sendo que 455 para a subida até o cume. Mesmo assim, após 25 dias de início da temporada de verão, nenhum montanhista ou equipe chegou ao cume até o momento, com sucesso, devido ao mau tempo constante.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Palestras de Amyr Klink e Karol Meyer no Salão Náutico Mercosul

Amyr Klink and Karol Meyer presentations in Mercosur Boat Show. (Translate this article).


Amyr Klink e Karol Meyer em Porto Alegre, RS (fotodivulgação de news@karolmeyer.com)

Neste sábado, 05 de dezembro, tive a oportunidade de assistir as palestras de Amyr Klink e Karol Meyer no 3o. Salão Náutico do Mercosul, realizado à orla do Guaíba em Porto Alegre, RS.

Em sua palestra, Amyr iniciou com uma pequena crítica a capital gaúcha, que se estendeu ao restante do país: a inexistência de um atracadouro público e exploração efetiva da orla para o lazer náutico, algo que estavamos experimentando como um "aperitivo" ali mesmo no evento. De acordo com Amyr, a orla do Guaíba comportaria em torno de 6 mil barcos atracados, e hoje não conta nem com 1 mil. O mesmo comparativo estendeu a outras cidades como Florianópolis e Rio de Janeiro, que poderiam estar explorando melhor suas orlas e o potencial de navegadores. O motivo disto? A inexistência de uma cultura náutica no Brasil, natural a muitos países europeus, por exemplo.

Além da explanação sobre o mercado náutico internacional, Amyr concentrou sua palestra no que provavelmente é o seu maior prazer: as viagens à Antártica no seu barco Paratii II, ultimamente acompanhadas por sua esposa e filhas. Com informações surpreendentes sobre a capacidade do barco, projetado pelo próprio velejador para atracar e literalmente encalhar no gelo, Amyr contou como as meninas se adaptaram com velocidade impressionante as condições de navegação e clima em local tão inóspito, e o quanto aprenderam com cada uma das visitas ao continente gelado. O conhecimento adquirido é tanto, que hoje as filhas de Amyr estão realizando palestras para pesquisadores e grupos de executivos sobre suas experiências.

Amyr já esteve 35 vezes na Antártica, 4 delas com as filhas, e está se preparando para mais uma viagem ao continente para daqui há algumas semanas.

A mergulhadora Karol Meyer, presente em todas as edições do Salão Náutico, nos contou sobre seus últimos feitos no mundo do mergulho livre e apnéia. Comentou sobre todo o esforço e preparação dos treinos e as dificuldades enfrentadas com a pressão existente para a homologação de suas marcas. Para o recorde de 18 minutos e 32 segundos em apnéia estática em piscina, Karol utilizou oxigênio puro por alguns minutos antes de segurar por definitivo a respiração, ato permitido para o recorde em questão pelos órgãos reguladores. Karol relatou que o recorde passou anteriormente pelas mãos do ilusionista David Blane e posteriormente pelo mergulhador italiano Gianluca Genoni, que havia atingido a marca de 18 minutos e 02 segundos. Karol admitiu ter ficado surpresa com a própria marca, e está esperando para ver o que os "homens" (mergulhadores) farão a respeito do seu feito.

Karol mostrou ainda imagens sobre o mergulho de 93 metros de profundidade em Bonaire, onde utilizou um sled (máquina que conduz o mergulhador em direção ao fundo através de um cabo) projetado e construído pela própria atleta, e sobre seu novo projeto: "trainning camps" de mergulho para entusiastas, focados mais no lazer através de passeios subaquáticos do que em superação de marcas. Os alunos deste curso terão a oportunidade de experimentar uma versão reduzida do mesmo sled utilizado por Karol, fixado ao sul da Ilha de Florianópolis a profundidades de até 30m. Os cursos serão ministrados neste verão de 2010 e mais informações podem ser obtidas pelo email news@karolmeyer.com.

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Queda de 30 metros (video)

30 meters free fall (video). (Translate this article).


Que tal a sensação de uma queda livre de quase 30 metros em uma cascata? É o que dá para sentir através da câmera de Dave Hoffman, atleta embaixador da Wend Magazine, ao descer nas "Metlako Falls" em seu caiaque. A queda foi tão forte, que o visor do capacete de Dave quebrou e acertou seu rosto. Assista o vídeo, gravado recentemente, em 29 de novembro, no estado de Oregon, EUA.



segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Equipamento: lanterna de corpo GoMotion

Gear: GoMotion LED Body Lamp. (Translate this article).



A empresa de equipamentos GoMotion possui uma proposta diferenciada para lanternas de uso esportivo. A GoMotion LED Body Lamp é uma lanterna desenhada para ser fixada junto ao corpo do atleta. De acordo com o site The Gear Caster, a lanterna fixada ao corpo é muito mais estável, mais confortável e, por estar abaixo da linha de visão, permite uma visão periférica e percepção de profundidade maiores do que as lanternas de cabeça.

As lanternas possuem regulagem de intensidde e ângulo do faixo de luz, nas versões de 1 e 3 watts. São resistentes a água e ainda possuem um sistema de indicação por LED (verde/vermelho) de que as pilhas estão fracas, de forma que o usuário pode trocar para intensidade menor de luz para economizar energia.

O tempo de duração da lanterna ligada depende da versão utilizada. Para a versão de 3 Watts, são 3 hs em intensidade alta, 7 hs na média e 18+ hs na baixa. Para a versão de 1 Watt, são 6 hs na intensidade alta, 12 hs na média e 20+ hs na baixa.
  
A empresa oferece ainda diversas opções de equipamentos comercializados juntos com a lanterna, incluindo mochilas de hidratação, cintos de hidratação e outros acessórios, conforme podem ser vistos nas imagens abaixo.

Utilizar a lanterna junto ao peito pode ser uma opção interessante para corridas de aventura a noite.





sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Aventura e Ação na Serra da Canastra com André Dib

Action and Adventure in the Serra da Canastra with Andrew Dib. (Translate this article).

Matéria e foto de capa do nosso amigo montanhista e fotógrafo André Dib, em um roteiro que só de ler já dá vontade de correr pra lá:




Confira esta e outras fotos belíssimas de André em sua galeria no Flickr.


Cachoeira Casca D'anta
Copyright © André Dib. All rights reserved.
REPRODUÇÃO PROIBIDA - ® Todos os direitos reservados.


Largada da corrida de aventura Abu Dabhi Adventure Challenge

Start of the adventure racing Abu Dabhi Adventure Challenge. (Translate this article).



Iniciou hoje a última corrida de aventura do calendário internacional, a "Abu Dhabi Adventure Challenge", no maior entre os sete Emirados Árabes Unidos. A prova irá ocorrer de 04 (briefing) a 12 de dezembro em 6 etapas, onde as equipes de 4 competidores enfrentarão as disciplinas de Caiaque Oceânico, Orientação, Mountain Biking, Corrida e Atividades com Corda, sem equipe de apoio. Um diferencial desta prova, é que a cada dia há uma nova largada, de forma que as equipes podem descansar entre uma etapa e outra.

Neste primeiro dia, as equipes já realizaram um triatlon de caiaque oceânico, mountain bike e corrida, de 28,6 km, e partiram para mais uma perna de 36km de caiaque oceânico. Já temos na liderança os kiwis da equipe Qasr Al Sarab, vencedores da provam em 2007 e 2008, integrada pelo neozelandês Nathan Fa'avae, experiente alteta de corridas de aventura e mountain bike. Logo atrás, em segundo e terceiro lugar, as equipes Vibram - Sport 2000 (França) e Lundhags Adventure (Suécia). O trecho de de caiaque oceânico deve dar vantagens a equipe Qasr Al Sarab, provavelmente a modalidade mais forte dos kiwis.

Confira o sensacional mapa interativo para conhecer cada uma das etapas das provas, e acompanhe o desempenho das equipes conforme avançam terreno através do gps tracking com atualização online.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Video inspirador de ultramaratona em trilhas e montanhas

Inspiring Video from ultramarathons on trails and mountains. (Translate this article).

Vídeo legal, música legal. Vídeo inspirador mostrando imagens de ultramaratonas em trilhas e montanhas, publicado em matéria sobre equipamentos de corrida para o frio na "Adventure World Magazine".


quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Update: por onde andam os exploradores?

Update: where are the explorers? (Translate this article).

Dando uma geral por onde andam alguns exploradores citados anteriormente aqui no blog (veja lista ao final), temos:



O ciclista Mark Beaumont, que partiu em sua bicicleta em 27 de maio de 2009 de Anchorage no Alasca rumo a Ushuaia, no extremo sul do continente sulamericano, encontra-se hoje no Peru. Mark recentemente passou uma noite na cidade de Pisco, que em 2007 foi devastada por um terremoto de intensidade 7.9 na escala Richter e está sendo reerguida com muito esforço. Seguindo rumo ao sul, o ciclista dirige-se as misteriosas linhas de Nazca, marcações distribuídas ao longo de 80 km no solo do deserto de mesmo nome e que formam figuras gigantescas, como as de uma aranha, um beijaflor e um macaco de vários metros de extensão. Até hoje não se sabe como e porquê as linhas foram criadas, considerando-se que só é possível ver suas formas se olhadas a partir do céu. Confira o mapa com a rota e a posição de Mark Beaumont, que pretende finalizar sua aventura em fevereiro de 2010 após 24 mil km de pedaladas.



Ed Stafford, que está atravessando a pé toda a extensão da Amazônia, seguindo o curso do Rio Amazonas há 609 dias (Mark inicou a expedição em 02 de abril de 2008 e pretende encerrar em agosto de 2010), encontra-se próximo a ... algum ponto no meio deste "mar verde", como pode ser visto no mapa do site Walking the Amazon. Ed e seu companheiro de viagem Cho, vem enfrentando muitas dificuldades no trajeto, desde a recente interrupção do patrocínio e consequentemente o corte do plano de seguro e resgate (já reestabelecidos), momentos de ração limitada (basicamente farinha de mandioca) a encontros perigosamente desapercebidos com víboras altamente venenosas, que poderiam acabar com a expedição em poucas horas. Em seu último post, Ed relata como um erro pode trazer grandes benefícios algumas vezes, tendo confundido no Google Earth uma tubulação de petróleo com o que achava ser uma estrada, que iria por alguns dias lhes dar um pouco de conforto no avanço pela mata fechada. A recompensa veio do encontro com trabalhadores que acabaram lhes fornecendo uma ótima e quente refeição. Acompanhe Ed e Cho no Twitter.

Eric Larsen, explorador polar, já se encontra no décimo terceiro dia da expedição "Save the Poles" na Antártida, primeira parte do projeto que inclui também o Pólo Norte e o Monte Everest em menos de 365 dias. Eric está liderando outros dois companheiros em uma travessia a pé, não assistida, rumo ao Pólo Sul, enfrentando temperaturas gélidas de -30 graus centígrados. Confira a posição de Eric em seu site.



Outras duas equipes também estão no meio de suas expedições na Antárdida. A equipe Commonwealth Expedition, formada por 8 mulheres de diferentes países, embora passe momentos de dificuldades com o frio intenso, está progredindo muito bem em direção ao Pólo Sul. O grupo está em torno de 20 milhas náuticas (37km) a frente do que esperavam, tendo passado no dia 26/11 pelas coordenadas 83 graus 01.261 minutos Sul, 067 graus 53.284 minutos Oeste. A rotina das meninas inicia as 6hs da manhã com um belo café, e segue ao longo do dia com 6 pernas de 90 minutos de caminhada/ski, com 7 minutos de intervalo entre cada uma.



Ryan Waters e Cecilie Skog estão também se deslocando ao Pólo Sul na Antártida e se encontram em um ponto entre as montanhas Pensacola e Forrestral, alternando entre crampons e skis pelo trajeto. A localização da dupla pode ser acompanhada pelo mapa atualizado no site da expedição.



Steve Romeo, que pretende alcançar o cume do Aconcágua e realizar uma descida inédita de ski pelo Glaciar dos Polacos, enviou um report por satélite fone neste dia 30/11 (a equipe continua sem acesso a internet) informando que se encontram no primeiro acampamento de altitude após Plaza de Mulas, há uns 18 mil pés (5486m) e pretendiam passar o dia 01/12 descansando ou subindo para o acampamento 2. Steve informou que devem conseguir uma janela de tempo bom na quinta-feira para tentar o cume, e que a temperatura neste dia deverá estar em -17,8C com sensação térmica de -37,22C se tiver vento. Você pode acessar o site da  Iridium.com e clicar em “Send a Satellite Message” no canto superior direito, digitando o número 8816-4148-8254 para enviar uma mensagem de apoio à equipe.



O americano Alexander Martin, que está cruzando da costa oeste à costa leste dos EUA a remo na chamada "America's River Expedition" pelos grandes rios e lagos do norte americano (ver a rota), acaba de finalizar a segunda etapa de sua travessia de mais de 9 mil km. Alexander voltou para casa para aguardar o inverno passar, para retornar a expedição em maio de 2010. Separar por etapas esta expedição não necessariamente a torna uma tarefa fácil. Alexander tem se deslocado por ambientes totalmente inóspitos e selvagens. Os grandes lagos começam a congelar com a chegada do inverno e as nevascas a se intensificarem. Em seu último post no blog da expedição, o canoísta relata como, em um breve momento de desatenção, teve que nadar atrás de seu caiaque que se desprendeu das amarras e acelerou corredeiras abaixo.



Jessica Watson, uma garota de apenas 16 anos que partiu sozinha de Sidney, Australia, em 18 de setembro de 2009 para uma volta ao mundo solo em seu veleiro de 33 pés, Ella's Pink Lady, está a 46 dias no mar e já percorreu 5 mil milhas náuticas (9.260km). Jéssica está atualmente se deslocando para o sul atráves da Polinésia Francesa para enfrentar provavelmente o trajeto mais difícil de navegação até o momento, pela quantidade de ilhas, elevações do substrato e corais. Jessica já cruzou a Linha do Equador (e tomou o tradicional banho de água salgada como pode ser visto na foto acima) e alcançou as ilhas Kiritimati (Christmas Island), conforme planejado, e se direciona ao Chile para dobrar o cabo Horn no extremo sul do continente sulamericano.

Leia também os posts anteriores sobre estes exploradores:

Pedalando do Alasca a Ushuaia
Amazon Walkers
Antártida: exploradores iniciam preparação 
Steve Romeo rumo a descida de ski no Aconcágua
Expedição: cruzando os EUA a remo
Garota de 16 anos inicia volta ao mundo de veleiro

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

No pico do Everest (video)

Summiting Mount Everest Video. (Translate this article).



Conforme visto no "The Aventute Blog", de Kraig Becker (também conhecido como kungfujedi no twitter), o site de aventura "World Hum" publicou um vídeo muito legal de momentos no pico do Everest. Em 1 minuto e 43 segundos, o vídeo, que pode ser visto em alta definição (HD), exibe imagens de uma equipe de alpinistas com suas roupas e equipamentos coloridos contrastando contra o branco da neve e o azul intenso do céu, ao som de uma trilha envolvente. Assista o vídeo.



segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Dupla britância atravessa Oceano Pacífico norte a remo

British team rowed across North Pacific Ocean. (Translate this article).



Dois remadores britânicos, Mick Dawson e Chris Martin, completaram dia 13 de novembro uma travessia a remo do Oceano Pacífico norte, tendo saído de Choshi, Japão em 8 Maio 2009 e após 6 meses chegado a Golden Gate em São Francisco, California, EUA.

Foram 189 dias, 10 horas e 55 minutos para completar a remo mais de 11.000 km em um dos mares mais traiçoeiros do planeta, feito inédito até então. A dupla realizou a expedição em um barco de 23 pés feito de fibra de carbono e Kevlar, extremamente forte e leve, sendo perfeito para o propósito.



 Com o objetivo de realizar a travessia de forma totalmente autônoma (sem assistência), o barco partiu do Japão com tudo o que precisava para a viagem, incluindo toda a alimentação, dessanilizador de água, sistema de comunicação e de vídeo, baterias recarregáveis por painéis solares e os mais modernos equipamentos de emergência.



No site Golden Gate Endeavour a dupla publicou todos os seus momentos da viagem, onde também é possível visualizar o mapa do trajeto, a tabela de progressão com as distâncias (em milhas) percorridas a cada dia e várias fotos da aventura.

domingo, 29 de novembro de 2009

Ski BASE Jump do Monte Engineer (video)

Ski BASE Jump from Mt. Engineer (video). (Translate this article).

Seguindo a tendência da combinação de diferentes esportes, o esquiador francês Matthias Giraud salta de BASE jump em uma descida de ski pelo Monte Engineer, Colorado, EUA. Assista ao vídeo.



sábado, 28 de novembro de 2009

Race Across America (RAAM): filme Bycicle Dreams + Daniela Genovesi

Race Across America: Bycicle Dreams movie and Daniela Genovesi. (Translate this article).



"Bycicle Dreams", filme do documentarista Stephen Auerbach, mostra um outro lado dos desafios dos esportes de endurance, através da visão de diversos ciclistas que enfrentaram solo a Race Across America (RAAM) em 2005. A RAAM é uma das provas mais duras de ciclismo no mundo, onde os atletas pedalam da costa leste a costa oeste dos EUA, em uma distância de 4800km, chegando a pedalar em torno de 500 km diários, dormindo apenas uma ou duas horas a cada dia.

O documentário lançado em 25 de abril de 2009 já conquistou diversos prêmios, como o de "Melhor Diretor" no Yosemite Film Festival e "Melhor Documentário" no Grand Rapids Film Festival, entre outros títulos em mais cinco festivais de filmes de esportes "outdoor". O filme de Auerbach tem se destacado não apenas por exibir imagens incríveis da prova, mas por retratar os motivos que levam a estes homens e mulheres a se submeterem a condições tão extenuantes, colocando seus corpos e mentes em situações extremas, beirando o limite do possível.



E uma atleta brasileira já provou deste desafio, com o melhor resultado possível. Em 28 edições já realizadas do RAAM, apenas 11 mulheres conseguiram completar a prova na categoria solo e jamais uma sul-americana havia completado até esta ano de 2009, feito realizado pela atleta brasileira Daniela Genovesi.

Daniela é professora de educação física formada pela Universidade Gama Filho, 3 vezes campeã brasileira de body board, campeã mundial e européia de jiu-jitsu e desde 2000 compete no mountain bike, ciclismo de estrada e esportes ao ar livre, incluindo corridas de aventura e canoagem. A brasileira foi vencedora da World Cup de Ciclismo de Ultra-distância em 2008, o que a credenciou como a primeira atleta sul-americana a participar no Race Across America 2009.



Dani completou os 4.800 km, de costa a costa dos Estados Unidos, em 11 dias, 17 horas e oito minutos, chegando a pedalar 20 horas por dia. Para vencer a RAAM, Dani adotou como estratégia as horas de descanso programado (ela dormia quatro horas diárias sempre), e manter um ritmo diário. Ela passou por alguns momentos difíceis, principalmente quando estava atrás da americana Janet Christiansen. O sofrimento inicial a fez pensar na possibilidade de não conseguir completar a prova. "Comecei a sentir muitas dores nos dois joelhos, que ficaram inchados. Na TS 50, dormi por duas horas, tomei anti-inflamatórios e as dores diminuíram, mas por um momento eu pensei que o corpo poderia dizer não, mas deu tudo certo", explicou a campeã à mídia após o evento.

"Esta prova é um sofrimento enorme, por isso fiz a opção de encarar como uma expedição, para me divertir. O repórter do site oficial não conseguia acreditar como eu estava sempre sorrindo, assim como a minha equipe. Isso fez grande diferença", disse Dani, que perdeu apenas quatro quilos na sua "expedição", o que já estava dentro do previsto. Sua alimentação era baseada em shakes e macarrão, com altas doses de carboidrato e proteína.

Talvez Dani tenha algumas respostas aos atletas que enfrentaram ou pretendem enfrentar a RAAM no futuro, pois durante a prova de 2009, foi extremamanete admirada por conseguir manter seu espírito confiante e bom humor ao longo dos duros 4800 km.

Assista ao trailer do documentário Bycicle Dreams.



E a matéria realizada pelo programa Esporte Espetacular com a Dani Genovesi.



sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Corrida de Aventura: Quasar Lontra vence Ecomotion/Pro

Adventure Racing: Team Quasar Lontra wins Ecomotion/Pro. (Translate this article).



A equipe Quasar Lontra vence pela segunda vez o Ecomotion/Pro, a maior corrida de aventura do Brasil, seguidos pela Adventure Camp/Repelex (1h30min depois) e Oskalunga International (3h30min. depois). Embora as equipes vitoriosas já tenham chegado ao final da prova na quinta-feira, 26, muitas equipes continuam enfrentando os desafios finais. As 8:20 de hoje, sexta-feira (27/11), a equipe gaúcha Cosa Nostra Salomon cruzou a linha de chegada em sétimo lugar após 4 dias e 17hs de prova.

Ouça a entrevista com Rafael Campos, capitão da Quasar Lontra, após a chegada da equipe no site da Ecomotion/Pro.

Confira nas imagens abaixo, divulgadas pela organização, as kilometragens dos trechos da prova.




quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Windsurf: escapando do gelo no Glaciar Perito Moreno

Windsurfing: escaping the ice at the Perito Moreno Glacier. (Translate this article).

Vídeo de Thomas Miklautsch de windsurf em frente ao glaciar Perito Moreno no Parque Nacional Los Glaciares na  Província de Santa Cruz, Argentina, divulgado pelo Wend Blog. O atleta escapou por pouco de um bloco de gelo gigantesco que se desprendeu do glaciar.

Miklautsch recebeu vários pêmios internacionais por seus documentários de windsurf, tendo surfado em locais como a Antártida e Alaska. Também estabeleceu o recorde de altitude de windsurf nos lagos bolivianos.



Bonito vídeo promocional da prAna

Nice promotional video from prAna. (Translate this article).

Muito bonito e agradável o vídeo promocional da marca prAna divulgado em seu blog, com imagens de diversos atletas (incluindo Steph Davis) praticando escalada, yoga, slackline e outras atividades. Vale a pena tirar um tempinho para assistir.



Sarah Outen: mais jovem a realizar travessia a remo do Oceâno Índico

Sarah Outen: youngest to row across the Indian Ocean. (Translate this article).


 
Sarah Owten, uma jovem britância de apenas 23 anos, obteve alguns recordes mundiais ao atravessar o Oceano Índico a remo em uma viagem solo de mais de 6600km. Sarah é a primeira mulher e a pessoa mais jovem a remar solo pelo Índico e a mulher mais jovem a cruzar qualquer oceano solo. O remo oceânico é um dos esportes de endurance mais desafiadores psicologicamente, devido a pouca sensação de progresso e mudança de cenário nas imensidões dos mares.

Antes de Sarah, 40 mulheres tiveram sucesso cruzando oceanos a remo e apenas 7 realizaram as travessias totalmente sozinhas.

A aventura de Sarah levou 124 dias para cruzar da Austrália as ilhas Mauritius, o que lhe rendeu 20kg a menos de peso mesmo tendo ingerido mais de 500 barras de chocolate ao longo da viagem. O trajeto realizado em seu pequeno barco chamado de "Serendipity" pode ser visto em um mapa Google em seu site.




O site de Sarah também apresenta um vídeo excelente que revela vários momentos e emoções da atleta ao longo do trajeto.



quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Escalador japonês tentará o Everest aos 80 anos

Japanese climber will attempt Everest at age of 80. (Translate this article).



Conforme publicado no novo blog de Alan Arnette para a Outside, o ex-detentor do recorde de pessoa mais velha a escalar o Everest, o japonês Yuichiro Miura, está se preparando para um novo recorde para 2013, quando pretende escalar novamente a montanha aos 80 anos. Tendo escalado anteriormente a face sul do Everest, desta vez Miura pretende encarar a face norte, com maior nível de dificuldade (normalmente no hemisfério norte, a face das montanhas voltada para o norte apresenta maior nível de dificuldade por maior quantidade de neve acumulada devido a posição solar).

Recentemente, na semana passada, o escalador japonês perdeu o título do recorde estabelecido em 2003, aos 70 anos, para o nepalês Min Bahadur Sherchan, que chegou ao topo do Everest com 76 anos um dia antes de Miura, conforme conseguiu comprovar após muitos anos de batalha.

Yuichiro Miura é conhecido por ter "esquiado o Everest" na década de 70, conforme apresentado no documentário "The Man Who Skied Down Everest", quando esquiou na verdade a face do Lhotse, a quarta montanha mais alta do mundo. Miura desceu utilizando um paraquedas como freio, tendo esquiado 6.600 pés por 2 minutos e 20 segundos e depois mais 1300 pés de queda com o paraquedas. A expedição levou a morte 8 sherpas da equipe.

Miura respondeu a Arnette em um encontro de ambos em 2003, após a conquista de um cume, que o segredo para escalar com sua idade seria a ingestão de mel de abelha. :D


segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Rodrigo Raineri salta de paraglider do Mont Blanc

Rodrigo Raineri's paraglider jump from Mont Blanc. (Translate this article).



O montanhista Rodrigo Raineri efetuou em setembro seu primeiro vôo de alta montanha a 4810m, do cume do Mont Blanc, a mais alta montanha da Europa ocidental, localizada na França. O salto faz parte do seu treinamento na Europa e preparação para o seu próximo projeto: escalar o monte Aconcágua, a montanha mais alta do mundo fora da Ásia, com 6962m, localizada na Argentina, e saltar do cume da paraglider. Assista ao vídeo.



Mergulhe com Karol Meyer no verão

Dive with Karol Meyer in the summer. (Translate this article).

Para quem quiser se aventurar pelas profundezas dos mares de forma segura e com a técnica correta, a mergulhadora e recordista mundial de mergulho em apnéia, Karol Meyer, estará realizando "training camps" e passeios durantes os meses de verão em Florianópolis/SC (Brasil). Mais informações pelo email news@karolmeyer.com.

Para quem não leu ainda, veja a entrevista exclusiva de Karol para o blog 40mil km, lembrando também que a mergulhadora estará palestrando no dia 05/12/09 no Salão Náutico Mercosul, em Porto Alegre/RS.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...